terça-feira, 30 de julho de 2013


Realmente é incrível

O ir e vir das pessoas
em nossas vidas(?)
Um enterro e um florescer de sentimentos
A certeza que nos apunha-la
O imprevisível que nos contempla
O novo de novo
Um tempo. O tempo...
Esse que joga contra e também a favor
Que nos mata e revive
Dia após dia
Como um fogo que arde,
que queima
Para assim, alcançarmos gradativamente a purificação

domingo, 31 de março de 2013

Saudade...


A Saudade é algo constante!
Se não estais por perto
Ela maltrata e castiga
Com sua força arrebatadora
Devasta meu coração
Somente se estamos juntos
Ela é algo inexistente!

sábado, 16 de março de 2013

Ser "Humano"


A vida sempre tem dois lados
E os lados sempre à vida
Pensando assim conseguimos observar e entender parte de nosso egoísmo
Esse egoísmo já absorvido pela sociedade
Um coletivo que se faz mais individualista a cada momento
Em nossos seres, no nosso individual
É comum querermos ganhar algo
Sempre procurando sermos vitorioso ou estou errado?
Acredito que não!
E nunca pensamos que nessa condição
Almejo ser melhor que uns e outros, melhor que ele, melhor que você
Você também está nessa condição
É claro que para algumas pessoas
Esse desejo está latente gritando na cara de todos nós
Para outras esse desejo é tímido e discreto
Mas ambos me desesperam
Se buscarmos o significado de vitória
Encontraremos algo relacionado a sucesso ou vantagem alcançada
Não serei hipócrita de fazer aqui um discurso
No qual fale para não sermos campeões
Não devemos almejar o sucesso
Claro que não é isso.
O que quero trazer aqui
É nada mais que uma possibilidade de reflexão
Uma possibilidade de pensar essa situação
De se conseguir o triunfo
Sem que se transforme mesquinho
Todos querem ser campeões na vida
Afinal sempre tentamos ser bom, se não o melhor
Naquilo em que fazemos e gostamos de fazer
Satisfaz-me muito quando alguém reconhece meu esforço
Minha dedicação
Isso já é parte de meu egoísmo...
Mas ao mesmo tempo tem o outro
Esse outro que pode almejar a mesma coisa que eu
Suponhamos que eu tenha conseguido esse reconhecimento, essa vitória
E o que faço? Desdenho dele por ele não ter conseguido?
Inferiorizo pra mostrar que sou melhor e que consegui?
Ainda que de modo singelo ou quase perceptível
Trazemos isso em nossas falas e gestos
Mas quanto absurdo não necessariamente consegui por ter sido melhor
Diversas variantes podem ter me auxiliado nessa vez, nesse momento
Ou ainda que eu ganhasse dezenas de vezes
Quando o ego ressalta o sucesso
Muitas vezes só o que se consegue ser visto
É o próprio ego brilhando, irradiando mais que o sol
Isso é triste, e afasta as pessoas de você
E como sermos mais humildes?
Sendo humilde, sendo humano.
Sempre tento pensar da seguinte
O sucesso é consequência e não objetivo.
Somente assim acredito ser “humano” quando a conquista é alcançada. 

terça-feira, 5 de março de 2013


E às vezes, algumas lágrimas são necessárias
Somente limpando os olhos
É que se pode ver o que de fato é
E não o que o coração quer ver
O coração engana,
E não permite que se veja aquilo
Que todos estão vendo
E fazem questão de esfregar
Dia a dia em seu rosto...

Seus amores, meus horrores



Toda vez é sempre igual
Então porque contigo seria diferente
Mas, de qualquer forma, me deixei cativar
Sim, me cativou.
Esperamos demais, mesmo sem querer
E queremos muito acreditar, que afinal, será diferente
E seria. Acreditei
Mas nunca é!
E somente um se apega, enquanto o outro apenas “pega”
E triste, dá medo
Logo o outro se vai
E, então aparece apaixonado
Questionamentos a mil
Continuo sem nada entender
Seus olhos castanhos?
Mas por quê?
Enfim seus novos amores
Refletem ao teu sorriso
Vejo em tuas fotos
Ziriguidum... Ziriguidum...
Aquele aperto no peito
Acompanhado por aquela dor no estomago
Parafraseando.
Seus amores,
Meus horrores









quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Lembro-me

As tardes de verão
O por do sol na praia
Lembro-me de nós

Como tudo era perfeito
Das brigas e brincadeiras
Lembro-me de ti

Os finais de semana em família
Os beijos e mordidas
Lembro-me de nós

As risadas e as bagunças
A expectativa de nos encontrar
Lembro-me de ti

As datas especiais
Os dias comuns que se tornavam especiais
Lembro-me de nós

E sim!
Lembro-me de ti
Lembro-me de nós
A cada dia quando acordo
Toda noite antes de dormir
A cada batida do coração
A cada troca de oxigênio do pulmão
Você sempre esta comigo
Sempre esteve
E sempre estará